segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Essa é minha última matéria na semana que antecede as falsas eleições no Brasil.<><><> Que Deus nos ajude e nos proteja nessa luta que está por vir!

Essa é minha última matéria na semana que antecede as falsas eleições no Brasil.

Há décadas venho alertando o Brasil sobre o comunismo,e onde pseudos intelectuais afirmam que o Brasil por ser um país de grande extensão territorial,não comportaria tal regime,se esquecendo que a Rússia é o maior país do mundo em extensão territorial seguido por Canadá,China,USA,Brasil e depois Austrália,onde a Russia foi a antiga União Soviética onde hoje Vladimir Putin está tentando ressuscitar!!!

Mas vamos para matéria que eu,e assim como Taiguara Fernando de Souza,alertamos há décadas,e essa matéria para mostrar a realidade do que esta acontecendo as vistas do povo brasileiro,e dos pseudos intelectuais que insistem em que se possa mudar a situação em que vivemos hoje no Brasil pelo voto!

Há décadas os comunistas planejam a instauração de um regime ditatorial comunista no Brasil e em toda a América Latina.


No dia 23 de maio de 2008, uma reunião em Brasília tornou realidade a UNASUL (União das Nações Sul-Americanas), através de um Tratado Constitutivo que crio uma personalidade política própria para o Bloco e, entre outras coisas, um Conselho Sul-Americano de Segurança.


Este Bloco – estipulado nos moldes da União Européia como união política e econômica, com moeda única e parlamento comum – é divulgado como a última salvação econômica da América do Sul, como se o simples ingresso no mesmo fosse tornar qualquer país sul-americano desenvolvido instantaneamente.

video



E promessas como esta atraem mentes ingênuas...

A Unasul é apenas uma mal-disfarçada tentativa de implantar na América do Sul um regime ditatorial comunista, exatamente igual ao que foi feito na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, a extinta URSS. Diríamos que a Unasul é tão-somente a URSS trazida para a América.

E quem deseje confirmar tal coisa, basta abrir os olhos e analisar as pistas que a própria Unasul nos dá...


Não por coincidência, sua bandeira carrega as cores vermelho-sangue e amarelo... exatamente as mesmas da bandeira da URSS, ainda hoje utilizadas pelo Partido Comunista.




A Sede da Unasul será em Quito, Equador... o Equador do socialista Rafael Correa.

O Parlamento da Unasul será em Cochabamba, Bolívia... a Bolívia hoje dominada pelos comunistas de Evo Morales.

E o Banco do Sul, o centro financeiro do Bloco, por onde circulará a moeda única (que Evo Morales sugeriu chamar-se “pacha”: “terra”, em idioma quíchua...) será... em Caracas! Caracas, a capital venezuelana, do déspota totalitarista Hugo Chávez... que nunca escondeu seu desejo tão caro de estabelecer uma união das nações do Sul, como propôs Bolívar....
Estas pistas revelam bem o que, realmente, é a Unasul: uma tentativa – já uma realidade política – de implantar na América Latina uma nova URSS.

A diferença entre União Soviética a União das Nações Sul-Americanas é tão somente o método de implementação: a URSS foi implantada de chofre, por uma revolução violenta e anárquica; hoje, como já não se dá mais valor a estas revoluções – o mundo está cansado de revoluções que no final tornam tudo pior do que era antes – a Unasul é implantada aos poucos, gradativamente, de forma sutil, em um movimento lento, cuja intenção é desviar as atenções. E, de fato, quase ninguém está percebendo para onde estamos caminhando.

No Brasil, onde a ingenuidade chega às raias da ignorância, o povo não percebe a que ponto está sendo conduzida a lenta revolução comunista do governo Lula. É incompreensível que o povo brasileiro se deixe seduzir por promessas de milagres econômicos e feche os olhos à realidade: em breve, neste caminho, o Brasil se tornará uma república socialista, de regime ditatorial!

O Presidente Lula põe em postos-chave de seu governo pessoas abertamente ligadas às causas revolucionárias comunistas, com um passado terrorista e guerrilheiro envergonhável.

José Genoíno, o “companheiro Zé” do Lula,  sempre foi genuinamente a favor de uma revolução comunista, e nem mesmo hoje, quando o PT tenta passar uma imagem mais bonita e disfarçada de seu esquerdismo, não esconde esta sua pretensão. A Guerrilha do Araguaia, na qual ele lutou, tinha este objetivo. Felizmente foi suprimida pelo Exército Brasileiro...

José Dirceu, outro “companheiro Zé”, é revolucionário comunista e guerrilheiro de carteirinha, inclusive treinado em Cuba pelos mais preparados assassinos... ops! oficiais cubanos para implantar o regime comunista no Brasil.

Esta figura foi deslocada do governo Lula após o escândalo do Mensalão, mas em seu lugar foi posta criatura muito melhor, de credenciais tão ou mais aptas que as de Dirceu à condução da Revolução que o Presidente teme promover abertamente: Dilma Roussef, a “camarada de armas” de José Dirceu, como ele mesmo lhe chamava, unindo numa só expressão o tratamento soviético e o ideal comuno-guerrilheiro.

Que beleza de Ministra! E agora já se fala em lançá-la à Presidência, em 2010. Deus nos livre!

A Ministra Dilma “Estela” Roussef, em seus tempos de juventude, foi guerrilheira e participou ativamente das fileiras de dois grupos terroristas no país: o COLINA, Comando da Libertação Nacional, organização terrorista e subversiva; e o VAR-Palmares, a Vanguarda Armada Revolucionária de Palmares, uma verdadeira FARC brasileira, a qual, como o próprio nome diz, tencionava realizar a Revolução Comunista por meio das armas e da violência. No VAR-Palmares, a Ministra usava o codinome de “Estela”. E, tomando como base as atitudes da Ministra, nada nos faz supor que tenha esquecido suas idéias revolucionárias.

A Sra. Estela Roussef fez até um showzinho na CPI dos Cartões Corporativos, dizendo orgulhar-se de ter combatido a ditadura... Ora, sejamos ao menos sensato (sensatez é muito a exigir-se de um comunista): a Ministra Roussef, ou Camarada Estela, não lutou contra a ditadura militar, mas sim em prol da ditadura, só que uma outra ditadura: a comunista, cuja implantação era objetivo do COLINA e do VAR-Palmares.

E isto não se aplica somente aos grupos terroristas dos quais a Ministra Estela participou, dado que é fato inegável que os comunistas que lutaram contra a ditadura militar no Brasil, lutavam, na verdade, pela implantação de um regime comunista nos moldes cubanos. Negar isso é negar o fato histórico concreto.

Eis a Ministra Estela, que se quer fazer Presidente... Estela.

O Lula, com seu jeitinho tímido e de “homão” nordestino, na verdade é muito inteligente: move tudo por debaixo dos panos. Uma revolução tão habilmente traçada e planejada, há tantos anos. Não uma revolução: uma conspiração contra a nação brasileira.

São estes os políticos que hoje dominam o Brasil. São estes os políticos que querem implantar um regime comunista na soberana nação brasileira, suprimindo as liberdades individuais e propugnando ideais há muito demonstrados errôneos. São estes os políticos que querem enxertar na América o carcinoma da União Soviética.

Seríamos capazes de prever os passos desta Revolução Comunista lenta e gradual:


1º Passo: Revolução cultural
Antes de semear, o terreno deve ser arado e a terra preparada. Não se pode infiltrar a ideologia na mente de alguém sem que antes seu pensamento seja direcionado a recebê-la. Mão Tse-Tung sabia disto, e foi no que se baseou para sua Revolução Cultural na China, a partir de 1966.

No Brasil, a Revolução Cultural acontece: o governo estimula uma degradação de valores como nunca antes vista. Foi no governo Lula que foi aprovada a perniciosa Lei de Biossegurança, que não garante a segurança dos mais indefesos, os seres humanos em idade embrionária. E é neste governo que se quer aprovar o nefasto e animalesco crime do aborto – por iniciativa do Presidente, que convocou uma Comissão Tripartite para elaborar um Projeto de Lei a respeito, e pôs no Ministério da Saúdo um médico abortista ao extremo da obsessão.

Não bastando, ainda se quer neste governo do Lula aprovar uma Lei pela qual todos os brasileiros – todos, e absolutamente todos – são obrigados a tolerar e concordar com os atos imorais e pecaminosos praticados por um homossexual, sendo-lhe proibido o direito de manifestar-se contrariamente às práticas homossexuais. E sequer pense o brasileiro em tachar de “promíscuas” as perniciosas paradas gays, pois poderá ser levado ao hospício... afinal, ainda um dia desses disse o Presidente Lula que ser contrário ao homossexualismo é a “doença mais perversa que já entrou numa cabeça humana”...

Mas nada é comparado às máquinas de camisinha nas escolas públicas, pelas quais os adolescentes são expostos e estimulados ao sexo livre e irresponsável. Sexo animalesco e bizarro, na verdade.

É a Revolução Cultural, que no Brasil anda a mil.


2º Passo: Amizade com regimes comunistas





Mas para preparar o pensamento do povo ao acolhimento de um regime comunista, é necessário ainda que sejam fechados laços de amizade com regimes do tipo, para que o cidadão já tenha como parte de sua experiência de vida a convivência com tal regime.

E nisto se dá a lua-de-mel de Lula e Hugo Chávez, a quem o Presidente chama de “companheiro” (que bela qualidade de “companheiro”...). A entrada da Venezuela no Mercosul, não obstante as constantes violações dos direitos humanos naquele país, se dá no mesmo contexto.

É nisto que se dá, também, a tímida reação brasileira às estatizações do gás boliviano, e a maravilhosa relação fraterna entre Lula e o comunista Evo Morales.

Não se pode esquecer a grande amizade deste governo com a China comunista... China na qual não há liberdade; China que assassinou e assassina milhares – ou milhões; China na qual milhares de homens são presos em verdadeiros campos de concentração e forçados a trabalhar de forma escrava nas indústrias, fabricando estes produtos baratos que atolam o mercado brasileiro (“Made in China”... ou “Made by slave work”).



3º Passo: Censura

A Lei da Mordaça Gay, da qual já falamos, é um exemplo do início da censura no Brasil.

A censura já acontece.

Durante o julgamento do STF sobre as células-tronco embrionárias, esta censura tmou proporções absurdas: nenhuma notícia, uma sequer, foi divulgada contra as pesquisas; apenas a favor. Não deve ser coincidência que o governo fosse o maior interessado nas pesquisas com células-tronco embrionárias.

Não se falou nos tumores que estas células podem causar.

Não se falou dos benefícios maravilhosos que se pode obter com células-tronco adultas.

Não se falou de tantas crianças que nasceram mesmo após terem sido conservadas criogenicamente por mais de uma década (desmentindo o argumento dos “embriões inviáveis”...)

Por não ter provas, o autor deste artigo exime-se de acusar o governo de estar por trás da manipulação midiática de informação a respeito das células-tronco e de censurar as informações em contrário às suas intenções.

Mas que uma censura larga em ação no Brasil, isto ninguém pode negar.

E se os brasileiros não tomarem cuidado, ela se alastrará.


4º Passo: Reforma Agrária nos moldes soviéticos



Uma Reforma Agrária injusta, confiscatória e completamente desprovida de sentido deverá ser realizada por iniciativa governamental. O proprietário rural terá sua terra desonestamente confiscada para ser redistribuída da forma que o governo bem desejar. Exatamente como na URSS, não se fará distinção entre proprietário rural grande ou pequeno: o proprietário rural é o inimigo, seja ele quem for.

O apoio do governo Lula ao revolucionário MST, que, invadindo propriedades (com o apoio da CNBB), desrespeita os Sétimo e Décimo Mandamentos de Deus, pode ser visto como o primeiro passo rumo a este ideal...


5º Passo: Perseguição à religião






A religião é a pior inimiga do comunismo quando não se dobra perante ele. E a única capaz de não se dobrar, por sua coerência e firmeza, é o Catolicismo. Por isto, ela deve ser perseguida.

Nesta primeira fase da perseguição, o Catolicismo será desacreditado junto ao povo.

Isto já está acontecendo.

Basta observar o episódio das células-tronco embrionárias, onde a posição contrária da Igreja não era digna de crédito, simples e estapafurdiamente rejeitada pelos opositores (que conhecem sua coerência e exatidão), tachada de obscurantista e medieval. A expressão mais utilizada no episódio das células-tronco embrionárias foi “Estado laico”, e não “embrião humano”.

Agora se quer tirar, por força de lei, o título de Padroeira do Brasil de Nossa Senhora Aparecida, algo que já faz parte da piedade popular.


6º Passo: Censura formal

Censura decretada sob forma de lei.



7º Passo: Prisões

Inimigos políticos ou pessoas contrárias ao rumo tomado pelo país deverão ser presas e caladas. Primeiro com base em acusações falsas. Depois, sem motivo.


8º Passo: Decretação do Regime Comunista

Será decretado um regime ditatorial de cunho comunista. Se dirão palavras do tipo: “Uma nova era se inicia, uma era de igualdade e justiça”... Serão prometidos milagres econômicos, justiça social, o fim da fome e da pobreza, e outras coisas materiais que encantarão a muitos.


9º Passo: Unasul

Uma nova URSS.



10º Passo: Extinção aberta da religião

A religião, em especial a católica, será perseguida de forma bizarra. O ódio comunista à religião fará muitas vítimas. Como na URSS e na China, o objetivo será claro: eliminar a religião até os seus fundamentos. Igrejas fechadas, católicos presos e assassinados. Verdadeiro “Holocausto Católico”, de feições demoníacas.



Cada um destes passos já está em andamento. Deus nos livre que todos eles sejam dados!

Podemos parecer pessimistas ou chocantes demais ao denunciarmos estes dez passos. Mas nada fazemos a não ser olhar para o passado e dele tirar lições para o presente: exatamente o que aconteceu na URSS, na China e na Guerra Civil Espanhola pode acontecer no Brasil. Não queremos ser sensacionalistas, mas é chegada a hora de o brasileiro deixar de lado a ingenuidade e ver a realidade de forma nua e crua, como ela é de fato.

Seria ingênuo considerar que tudo ocorrerá durante este governo.

Não.

Este governo é o início de um antigo sonho comunista.

Uma sucessão de governos deste tipo e logo teremos uma ditadura comunista no Brasil.

Um futuro governo da Ministra Dilma “Estela” Roussef piorará as coisas.

Cabe ao povo brasileiro não permitir tal coisa.

Cabe ao Brasil reafirmar sua soberania perante este crápulas terroristas e mascarados, discípulos de Stálin, Mao e Fidel.

O povo brasileiro não pode cruzar os braços diante da ofensiva comunista nesta nação.

Se este povo não lutar contra esta ofensiva, o Brasil será deixado num berço de serpentes.

E estas serpentes o envenenarão, com conseqüências trágicas para a nação.

Levanta-te, brava gente brasileira!

Não temos em quem votar,todos estão pensando só no poder pelo poder,não existirá uma eleição esse ano,teremos sim um golpe comunista no Brasil.









Todos os passos desses comunistas já foram relatados aqui em meu blog,na Venezuela,Argentina,Uruguay,Bolívia,Colômbia,Equador,Cuba e no Brasil, em mais de 450 matérias,meus alertas aqui já foram dados,eu fiz a minha parte,e farei mais,se precisar eu irei a luta contra esses terroristas,pois eu amo minha família,e amo meu país,FFAA,se precisar de mim,me chamem . . . 

Só uma Intervenção Constitucional será a saída para o País.







           Levanta-te, brava gente brasileira!


                         Para relembrar:


Em 2013 o Povo venezuelano achou que mudaria o destino da Venezuela pelo voto,onde Nicolás Maduro saiu candidato para Presidente,ele foi o candidato indicado pelo Hugo Chávez para ser seu sucessor,e indicado também por Fidel Castro e pelo seu irmão Raúl Castro de Cuba,e o outro candidato Henrique Capriles Radonski,candidato da oposição,e as pesquisas no final da campanha já apontavam empate técnico entre Maduro e Capriles e outras pesquisas apontavam que Maduro venceria! E o povo consciente e os pseudos intelectuais da Venezuela acreditavam que Henrique Capriles venceria Maduro naquelas eleições,e maciçamente acreditavam que as eleições e com seus votos,mudaria o destino de seu país!Maduro vence as eleições,com o povo do proletário e com ajuda das urnas eletrônicas,pois quem vence um eleição não são as pessoas que votam,mas sim os que contam os votos!


Eu digo a vocês,vocês acreditam que teremos eleições limpas esse ano?

Vocês acreditam que poderão mudar também o rumo e o destino do Brasil pelo voto consciente?

Vocês acreditam que o desgoverno sairá e desistirá fácil do poder,depois de tantas atos de corrupção?

Vocês acreditam que com a aliança em que foi fechada nesses dias com os Ditadores da China,Rússia,África do Sul,Índia,Uruguay,Venezuela,Argentina,Bolívia,Colômbia,e outros países,que os apoiam,o desgoverno do Brasil desistirá tão fácil do poder,vocês acreditam?


Eu digo Senhores e Senhoras do Brasil,não se derruba um desgoverno que a anos vem dilacerando o país,pelo voto,não se derruba um desgoverno assassino e comunista em um dia de protesto,não se derruba um desgoverno que aparelhou todo o Sistema,a Mídia,o Supremo,o Estado,e tem encabrestado o povo do proletário com o bolsa esmola!!!

Para que entendam de uma vez por todas,vou postar novamente uma matéria que lhes mostrará onde o país entrará de vez no Regime Comunista:

                _____________________



Mais uma vez eu alerto,o texto é curto,pois a maioria do povo brasileiro não gosta de ler,mas as imagens abaixo mostram mais do que palavras!

Essas imagens são de 2013,final das eleições venezuelanas,onde a mando dos Irmãos Castro de Cuba,que hoje comandam a Venezuela,mandou os soldados da GNB Guarda Nacional Bolivariana queimassem as urnas para não descobrirem as fraudes e que não tivesse recontagem e nem anulação das eleições,onde o povo acreditavam que poderia mudar o destino de seu país pelo voto,onde o candidato de Lula,Dilma,Fidel e Raúl Castro vencesse as mesmas.





E então povo brasileiro,vocês vão esperar as eleições esse ano?

O tempo de Deus é perfeito,mas se o povo não saírem pras ruas e pedirem uma Intervenção,o tempo de Lula,Presidente Dilma Rousseff e de todos seus aliados,será eterno.

Muitas lágrimas,dor e sangue,manchando o solo e a Bandeira de nossa Nação!

Será decretado um regime ditatorial de cunho comunista. Se dirão palavras do tipo: “Uma nova era se inicia, uma era de igualdade e justiça”... Serão prometidos milagres econômicos, justiça social, o fim da fome e da pobreza, e outras coisas materiais que encantarão a muitos.

Com as pesquisas forjadas para darem ar de veracidade democrática,acorda Brasil!!!



No Brasil, onde a ingenuidade chega às raias da ignorância, o povo não percebe a que ponto está sendo conduzida a lenta revolução comunista do desgoverno. É incompreensível que o povo brasileiro se deixe seduzir por promessas de milagres econômicos e feche os olhos à realidade: em breve, neste caminho, o Brasil se tornará uma república socialista, de regime ditatorial!


                                    Vídeo



                      Que Deus nos proteja.



sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Os covardes morrem várias vezes antes da sua morte, mas o homem corajoso experimenta a morte apenas uma vez. <><> Meu Blog junto com o Google +,já são quase 3 milhões de visualizações e mais de 460 matérias sobre o Brasil e América Latina,alertando do que são capazes e de onde esses terroristas assassinos que estão no poder querem levar nossa Nação,levantem-se e lutem brava gente brasileira . . .

Por muitos anos,desde o antigo orkut em uma comunidade eu postava matérias alertando para onde esse desgoverno nos levaria,e alertando de que há décadas eles estavam planejando a entrada e sua permanência no poder!!!
Muitas vezes fui tachado de louco,de lunático,mas isso nunca me afetou moralmente,e nem para que eu parasse de publicar meus alertas.




E hoje,faltando 10 dias para a falsa eleição,ainda vejo e ouço pseudos intelectuais pregando e fazendo campanhas para atores travestidos de candidatos,sim,candidatos atores encenando para enganarem o povo com falsas promessas,onde
será decretado um regime ditatorial de cunho comunista. Se dirão palavras do tipo: “Uma nova era se inicia, uma era de igualdade e justiça” Serão prometidos milagres econômicos, justiça social, o fim da fome e da pobreza, e outras coisas materiais que encantarão a muitos.
Mas o real interesse nesses políticos de hoje,é somente o poder,sim o poder,pois o poder para eles valem mais do que dinheiro,e depois que eles se perpetuarem no poder,eles arrancarão até a sua alma para simplesmente se vangloriarem de estarem acima de você e de todos.



Que pena o povo brasileiro não querer lutar por você meu Brasil,e infelizmente por omissão de muitos,o país estará prestes a entrar em uma guerra civil,onde um povo que por muita vezes foi alertado sobre o Golpe Comunista que será dado nessa falsa eleição!
Ainda insistem e acreditam que podem mudar o destino do país pelo voto!!!




E para darem legitimidade as fraudes nas urnas,eles forjam pesquisas,e somando com os votos do povo do proletariado e encabrestados pelo bolsa esmola,e com os votos dos Idiotas Úteis,dirão que foi pelo voto Democrático,e que foi pelo voto da maioria a reeleição de Dilma Rousseff!!!

Pesquisa de hoje do Datafolha,e não adianta falarem que foi comprada,explica isso para o povo do proletário e para os idiotas úteis.




Sim,se o povo brasileiro não forem pras ruas e pedirem uma Intervenção Constitucional,Dilma Rousseff e seus aliados estarão de novo no poder,e o Brasil será mais uma Colônia a serviço dos Irmãos Castro de Cuba. E com sua reeleição,será mais uma vez comprovado,de que quando eu falo que a Venezuela é um espelho,e o que acontece lá será refletido aqui,o Brasil entrará em um caos,e é o que esses terroristas querem,esse caos será a porta de entrada para uma Gerra Civil no Brasil,e essa Gerra,será implantado o Regime Castro Comunista em nossa Nação!

Muitos ainda me criticam e dizem que nosso país é muito grande,e não aceita o comunismo! E eu lhes digo a Rússia é o maior país do mundo,e o Companheiro de Lula e de Dilma Rousseff,Vladimir Putin quer de novo a União Soviética,acorda pseudos intelectuais . . . 






Infelizmente o Brasil esta a beira de um abismo negro,e o povo só se revolta nas redes sociais,estão estagnados,e omissos ao que vai acontecer com nossa nação. Brasil rumo ao Regime da morte,se o povo não forem pras ruas das grandes capitais do país e pedirem uma Intervenção Constitucional,muitas mortes,lágrimas e sangue manchando o solo de nossa Nação!



                                   Assistam esse vídeo:












segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Pecar pelo silêncio, quando se deveria protestar, transforma homens em covardes. Acorda Brasil . . .

Um pouco sobre o Capitalismo e sobre o Socialismo,por favor,assistam o vídeo,e depois leiam a matéria,aprendam um pouco e depois compartilhem!!! 

VÍDEO: Sobre o Capitalismo.

video

Essa matéria eu publiquei em meu blog em 07/11/2013,leiam . . .

Eu achei muito interessante essa matéria,e resolvi compartilhar para quem acompanha meu blog,e ainda não teve a oportunidade de ler. Fonte (por , sexta-feira, 22 de junho de 2012)

O socialismo na prática - o laboratório da morte.



Você sabe qual foi ou qual é o experimento socialista mais longevo da história do mundo?  Você sabe qual foi o sucesso deste experimento?
Se alguém lhe pedisse para defender a ideia de que o socialismo fracassou, qual exemplo você forneceria?
Onde o formato moderno de socialismo começou?
Nos Estados Unidos.
É isso mesmo: na "terra da liberdade".  Mais especificamente, nas reservas indígenas, sob o comando da Agência de Questões Indígenas, subordinada ao Ministério do Interior.
As reservas indígenas foram inventadas com o intuito de controlar combatentes adultos.  Elas tinham como objetivo manter a população nativa pobre e impotente.
O sistema funcionou?  Pode ter certeza.
O experimento tem se mostrado um fracasso?  Muito pelo contrário, tem sido um sucesso total.
Quando foi a última vez que se ouviu a respeito de alguma insurreição dos índios americanos?
Eles são pobres?  Os mais pobres dos EUA.
Eles recebem auxílios do governo americano?  É claro que sim.
No ano passado, o Ministério da Agricultura dos EUA destinou US$21 milhões para subsidiar eletricidade para os moradores daquelas reservas indígenas cujas casas são as mais isoladas de empregos e oportunidades de trabalho.  Você pode ler mais a respeito aqui.  Como toda e qualquer medida assistencialista, esta é apenas mais uma para mantê-los continuamente pobres.  Eletricidade tribal significa impotência tribal. 
As tribos são dependentes.  Elas permanecerão dependentes.  O programa foi criado exatamente para este objetivo.
Por alguma razão, os livros-textos de economia não oferecem sequer uma página relatando a corrupção, a burocratização e a pobreza multigeracional criadas por este socialismo tribal.  Temos aqui uma série de exemplos de laboratórios sociais gerenciados pelo governo.  Quão exitosos eles têm se mostrado?  Onde estão as reservas que de maneira sistemática tiraram pessoas da pobreza?
A próxima será a primeira.
O paraíso dos trabalhadores
A União Soviética foi o paraíso socialista dos trabalhadores de 1917 a 1991.  Como resultado direto deste experimento, pelo menos 30 milhões de russos morreram.  Os números verdadeiros podem ser o dobro desta cifra.  Já o experimento chinês foi mais curto: de 1949 a 1978.  Talvez 60 milhões de chineses tenham morrido. Há quem fale em 100 milhões.
O sistema foi incapaz de fornecer os bens prometidos.  Não consigo imaginar um tópico mais apropriado para se discutir em uma aula de economia do que o fracasso do socialismo.  O mesmo é válido para um curso sobre a história do mundo moderno.  Qualquer curso decente de ciência política deveria cobrir este fracasso em detalhes.
Mas isso não ocorre, é claro.  Nenhum curso menciona o mais fundamental desafio já proposto à teoria econômica socialista, o ensaio de Ludwig von Mises, escrito em 1920, O cálculo econômico sob o socialismo.  E por que não?  Porque a maioria dos cientistas sociais, economistas e historiadores nunca ouviu falar desta obra.  Entre aqueles com mais de 50 anos de idade, os poucos que já ouviram a respeito ouviram da boca de algum defensor do socialismo ou de algum entusiasta keynesiano, que apenas repetiu o que havia aprendido na sua pós-graduação: que tal ensaio havia sido totalmente refutado por Oskar Lange em 1936.
Mas o que eles nunca dizem é que, quando Lange, um devoto comunista, voltou à sua Polônia natal em 1947 para atuar no alto escalão da burocracia estatal, o governo comunista não pediu para que ele implementasse sua grande teoria do "socialismo de mercado".  Com efeito, nenhum país socialista jamais implementou sua teoria.
Durante 50 anos, poucos livros-textos de economia mencionavam Mises.  E, quando o faziam, era apenas para dizer que ele havia sido totalmente refutado por Lange.  Os acadêmicos do establishment simplesmente jogaram Mises no buraco orwelliano da memória.
No dia 10 de setembro de 1990, o multimilionário escritor, economista e socialista Robert Heilbroner publicou um artigo na revista The New Yorker intitulado "Após o Comunismo".  A URSS já estava em avançado processo de colapso.  Neste artigo, Heilbroner recontou a história da refutação de Mises.  Ele relata que, na pós-graduação, ele e seus pares foram ensinados que Lange havia refutado Mises.  Porém, agora, ele anunciava: "Mises estava certo".  No entanto, em seu best-seller, The Worldly Philosophers, um livro-texto sobre a história do pensamento econômico, ele em momento algum cita o nome de Mises.
Os fracassos visíveis
O fracasso universal do socialismo do século XX começou já nos primeiros meses após a tomada da Rússia por Lênin.  A produção caiu acentuadamente.  Ato contínuo, ele foi forçado a implementar um reforma marginalmente capitalista em 1920, a Nova Política Econômica (NEP).  Ela salvou o regime do colapso.  A NEP foi abolida por Stalin.
Durante as décadas seguintes, Stalin se entregou ao corriqueiro hábito de assassinar pessoas.  A estimativa mínima é de 20 milhões de mortos.  Tal prática era peremptoriamente negada por quase toda a intelligentsia do Ocidente.  Foi somente em 1960 que Robert Conquest publicou seu monumental livro O Grande Terror — Os Expurgos de Stalin.  Sua estimativa atual: algo em torno de 30 milhões.  O livro foi escarnecido à época.  O verbeteda Wikipédia sobre o livro é bem acurado.
Publicado durante a Guerra do Vietnã e durante um surto de marxismo revolucionário nas universidades ocidentais e nos círculos intelectuais, O Grande Terror foi agraciado com uma recepção extremamente hostil.
A hostilidade direcionada a Conquest por causa de seus relatos sobre os expurgos foi intensificada por mais dois fatores.  O primeiro foi que ele se recusou a aceitar a versão apresentada pelo líder soviético Nikita Khrushchev, e apoiada por vários esquerdistas do Ocidente, de que Stalin e seus expurgos foram apenas uma "aberração", um desvio dos ideais da Revolução, e totalmente contrários aos princípios do leninismo. Conquest, por sua vez, argumentou que o stalinismo era uma "consequência natural" do sistema político totalitário criado por Lênin, embora reconhecesse que foram os traços característicos da personalidade de Stalin que haviam causado os horrores específicos do final da década de 1930.  Sobre isso, Neal Ascherson observou: "Àquela altura, todos nós concordávamos que Stalin era um sujeito muito perverso e extremamente diabólico, mas ainda assim queríamos acreditar em Lênin; e Conquest disse que Lênin era tão mau quanto Stalin, e Stalin estava simplesmente levando adiante o programa de Lênin".
O segundo fator foi a ácida crítica de Conquest aos intelectuais ocidentais, os quais ele dizia sofrerem de cegueira ideológica quanto às realidades da União Soviética tanto durante a década de 1930 quanto, em alguns casos, até mesmo ainda durante a década de 1960.  Personalidades da intelectualidade e da cultura da esquerda, como Sidney e Beatrice Webb, George Bernard Shaw, Jean-Paul Sartre, Walter Duranty, Sir Bernard Pares, Harold Laski, D.N. Pritt, Theodore Dreiser e Romain Rolland foram acusados de estúpidos a serviço de Stalin e apologistas de seu regime totalitário devido a vários comentários que fizeram negando, desculpando ou justificando vários aspectos dos expurgos.
A esquerda ainda odeia o livro, e continua até hoje tentando dizer que ele exagerou nos números e nos relatos.
E então veio o Livro Negro do Comunismo (1999), que coloca em 85 milhões a estimativa mínima de cidadãos executados pelos comunistas, deixando claro que cifras como 100 milhões ou mais são as mais prováveis.  O livro foi escrito por esquerdistas franceses e publicado pela Harvard University Press, de modo que ele não pôde simplesmente ser repudiado como sendo apenas mais um panfleto direitista.
A esquerda até hoje tenta ignorá-lo.
O blefe dos cegos
A resposta da academia tem sido, até hoje, a de considerar todo o experimento soviético como algo que foi meramente mal orientado, algo que se desencaminhou, e não como algo inerentemente diabólico.  O custo em termos de vidas humanas raramente é mencionado.  Antes de 1991, era algo ainda mais raramente mencionado.  Antes de Arquipélago Gulag (1973), de Solzhenitsyn, era considerado uma imperdoável falta de etiqueta um acadêmico fazer mais do que apenas mencionar muito discretamente e só de passagem toda a carnificina, devendo limitar qualquer crítica apenas aos expurgos do Partido Comunista comandados por Stalin no final da década de 1930, e praticamente quase nunca mencionar que a fome em massa havia sido adotada como uma política pública.  "Ucrânia?  Nunca ouvi falar."  "Kulaks?  O que são kulaks?"
A situação decrépita de todas as economias socialistas, do início ao fim, não é mencionada.  Acima de tudo, não há nenhuma referência aos críticos do Ocidente que alertaram que estas economias eram vilarejos Potemkins em grande escala — cidades falsas criadas pelo governo para ludibriar os leais e românticos esquerdistas que iam à URSS ver o futuro.  E eles voltavam para seus países com relatos entusiásticos e incandescentes.
Há um livro sobre estas ingênuas e crédulas almas, que foram totalmente trapaceadas: Political Pilgrims: Travels of Western Intellectuals to the Soviet Union, China, and Cuba, 1928-1978 de Paul Hollander.  Foi publicado pela Oxford University Press em 1981.  Foi ignorado pela intelligentsia por uma década.
A melhor descrição que já li sobre estas pessoas foi fornecida por Malcolm Muggeridge, que trabalhou no início da década de 1930 como repórter do The Guardian em Moscou.  Tudo o que ele escrevia era censurado antes de ser enviado para a Inglaterra.  E ele sabia disso.  Ele não podia relatar a verdade, e o The Guardian não publicaria caso ele relatasse.  Eis um trecho do volume 1 de sua autobiografia, Chronicles of Wasted Time.
Para os jornalistas estrangeiros que residiam em Moscou, a chegada de ilustres visitantes era também uma ocasião de gala, mas por uma razão diferente.  Eles nos propiciavam nosso melhor — praticamente nosso único — momento de alívio cômico.  Por exemplo, ouvir [George Bernard] Shaw, acompanhado de Lady Astor (que havia sido fotografada cortando o cabelo de Shaw), declarar que estava encantado por descobrir, em meio a um banquete fornecido pelo Partido Comunista, que não havia escassez de comida na URSS, era algo de imbatível efeito humorístico.  Ou ouvir [Harold] Laski cantar glórias à nova Constituição Soviética de Stalin.
Jamais me esquecerei destes visitantes, e jamais deixarei de me assombrar com eles; de como eles discursavam pomposamente sobre as maravilhas do regime, de como eles iluminavam continuamente nossa escuridão, guiando, aconselhando e nos instruindo; em algumas ocasiões, momentaneamente confusos e envergonhados; mas sempre prontos para se reerguer, colocar seus capacetes de papelão, montar em seusRocinantes, e sair galopando mundo afora em novas incursões em nome dos pobres e oprimidos.
Eles são inquestionavelmente uma das maravilhas de nossa época, e irei guardar para sempre na memória, com grande estima, o espetáculo que era vê-los viajando com radiante otimismo até as regiões famintas do país, vagueando em bandos alegres por cidades esquálidas e sobrepovoadas, ouvindo com inabalável fé as insensatezes balbuciadas por guias cuidadosamente treinados e doutrinados, repetindo, assim como crianças de colégio repetem a tabuada, as falsas estatísticas e os estúpidos slogans que eram incessantemente entoados para eles.
Eis ali, pensava eu ao ver estas celebridades, um ardoroso burocrata de alguma repartição local da Liga das Nações, eis ali um devoto Quaker que já havia tomado chá com Gandhi, eis ali um feroz crítico das exigências de comprovação de renda para se tornar apto a receber programas assistenciais do governo, eis ali um ferrenho defensor da liberdade de expressão e dos direitos humanos, eis ali um indômito combatente da crueldade contra animais; eis ali meritórios e cicatrizados veteranos de centenas de batalhas em prol da verdade, da liberdade e da justiça — todos, todos eles cantando glórias a Stalin e à sua Ditadura do Proletariado.  Era como se uma sociedade vegetariana se manifestasse apaixonadamente em defesa do canibalismo, ou como se Hitler houvesse sido indicado postumamente para o Prêmio Nobel da Paz.
Este fenômeno não acabou junto com a década de 1930.  Ele perdurou até o último suspiro da farsa econômica criada pelos soviéticos.  A falência intelectual e moral dos líderes intelectuais do Ocidente, algo que vinha sendo encoberto pela própria durabilidade do regime soviético, foi finalmente exposta em 1991, quando houve o reconhecimento mundial de que os regimes marxistas não apenas haviam falido economicamente, como também eram tiranias que o Ocidente havia aceitado como sendo uma alternativa válida para o capitalismo.
Não há exemplo melhor deste auto-engano intelectual do que o de Paul Samuelson, professor de economia do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), o primeiro americano a ganhar o Prêmio Nobel de economia (1970), ex-colunista da revista Newsweek, e autor daquele que é, de longe, o mais influente livro-texto de economia do mundo pós-guerra (1948 — presente): pelo menos 3 milhões de cópias vendidas em 31 idiomas distintos.  Ele escreveu na edição de 1989 de seu livro-texto: "A economia soviética é a prova cabal de que, contrariamente àquilo em que muitos céticos haviam prematuramente acreditado, uma economia planificada socialista pode não apenas funcionar, como também prosperar."
Foi o economista Mark Skousen quem encontrou esta pérola.  E ele também descobriu esta outra, ainda mais condenatória.
O experimento soviético
Em sua autobiografia, Felix Somary recorda uma discussão que ele havia tido com o economista Joseph Schumpeter e com o sociólogo Max Weber em 1918.  Schumpeter foi um economista nascido na Áustria mas que não era da Escola Austríaca de economia.  Mais tarde, ele viria a escrever a mais influente monografia sobre a história do pensamento econômico.  Já Weber foi o mais prestigioso cientista social acadêmico do mundo até morrer em 1920.
Naquela ocasião, Schumpeter havia expressado alegria em relação à Revolução Russa.  A URSS seria o primeiro exemplo prático de socialismo.  Weber, por sua vez, alertou que o experimento geraria uma miséria incalculável.  Schumpeter retrucou dizendo que "Pode ser que sim, mas seria um bom laboratório."  E Weber respondeu: "Um laboratório entulhado de cadáveres humanos!".  E Schumpeter retrucou: "Exatamente igual a qualquer sala de aula de anatomia".[1]
Schumpeter era um monstro em termos morais.  Não vamos medir as palavras.  Ele foi um homem altamente sofisticado, mas, no fundo, um monstro moral.  Qualquer pessoa que menospreze a morte de milhões de pessoas desta forma é um monstro moral.  Weber saiu extremamente irritado da sala.  Não o culpo.
Weber morreu em 1920.  Foi neste ano que Mises lançou seu ensaio, O cálculo econômico sob o socialismo.  Weber o mencionou em uma nota de rodapé em sua obra-prima, publicada postumamente como Economia e Sociedade(página 107 na versão original).  Weber compreendeu sua importância tão logo leu este ensaio.  Já os economistas acadêmicos, não.  Até hoje, há poucas referências a esta obra de Mises.
Mises explicou analiticamente por que o sistema socialista é irracional: não há um mercado para os bens de capital.  Sendo assim, é impossível saber quanto cada coisa deveria custar.  Ele disse que um sistema socialista inevitavelmente se degeneraria em uma dessas duas alternativas: ou ele iria abandonar seu compromisso com um planejamento total ou ele fracassaria por completo.  Mises nunca foi perdoado por esta falta de etiqueta.  Ele estava certo, e os intelectuais, errados.  As sociedades socialistas entraram em colapso, com a exceção da Coréia do Norte e de Cuba.  Pior ainda, ele se mostrou correto em termos de simples teoria de mercado, algo que qualquer pessoa inteligente podia entender.  Exceto, aparentemente, os intelectuais do Ocidente.  E este seu ensaio é um testemunho para os intelectuais do Ocidente: "Não há pessoas mais cegas do que aquelas que se recusam a enxergar."
A prova do pudim
Mises acreditava que a real prova do pudim está em sua fórmula.  Se a pessoa que faz o pudim acrescentar sal em vez de açúcar, ele não será doce.  Você nem precisa experimentá-lo para saber disso.  Mas os acadêmicos estão oficialmente comprometidos a aceitar apenas coisas empíricas.  Eles creem que uma teoria tem de ser confirmada por testes estatísticos.  Mas os testes ocorreram durante décadas.  As economias socialistas fracassavam seguidamente, mas divulgavam estatísticas falsificadas.  E todos sabiam disso.  Mas, mesmo assim, os intelectuais do Ocidente insistiam na crença de que o ideal socialista era moralmente sólido.  Eles insistiam que os resultados iriam, no final, provar que a teoria estava certa.
Nikita Kruschev ficou famoso por haver dito isso a Nixon no famoso "debate da cozinha", em 1959.  Ele era um burocrata que havia sobrevivido aos expurgos de Stalin por ter supervisionado o massacre de dezenas de milhares de pessoas na Ucrânia.  Ele disse a Nixon: "Vamos enterrar vocês."  Ele estava errado.
Estudantes universitários não são ensinados nem sobre a teoria do socialismo nem sobre a magnitude de seus fracassos.  Nem economicamente nem demograficamente.  Na era pré-1991, tal postura era mais fácil de ser mantida do que hoje.  A intelligentsia hoje já admite que o capitalismo é mais produtivo que o socialismo.  Sendo assim, a tática agora é dizer que o capitalismo é moralmente deficiente.  Pior, que ele ignora a ecologia.  Foi exatamente esta a estratégia recomendada por Heilbroner em seu artigo de 1990.  Ele disse que os socialistas teriam de mudar de tática, parando de acusar o capitalismo de ineficiência e desperdício, e passar a acusá-lo de destruição ambiental.
Conclusão
A natureza abrangente do fracasso do socialismo não é ensinada nos livros-textos universitários.  O tópico é atenuado e minimizado sempre que possível.  Era mais fácil impor sanções contra qualquer um que se atrevesse a escrever em jornais acadêmicos ou na imprensa antes de 1991.
Deng Xiaoping anunciou sua versão da Nova Política Econômica de Lênin em 1978.  Mas isso, na época, não ganhou muita publicidade.
Em 1991, a fortaleza soviética desmoronou.  Gorbachev presidiu o último suspiro do regime em 1991.  Ele recebeu da revista Time o título de "Personalidade da Década" em 1990.  Em 1991, ele se tornou um ex-ditador desempregado.  O socialismo fracassou — totalmente.  Mas a intelligentsia ainda se recusa a aceitar a filosofia social de livre mercado de Mises, o homem que previu todas as falhas do socialismo e que forneceu todos os argumentos em prol de sua condenação universal.
É exatamente por isso que é uma boa ideia sempre prever o fracasso de políticas econômicas ruins em qualquer análise que se faça sobre elas.  Poder dizer "Eu avisei que isso iria ocorrer, e também expliquei por quê" é uma postura superior e mais respeitável do que apenas dizer "Eu avisei".




E faço mais um pedido,se ama seu País,se ama sua família,não acreditem nessas eleições,tudo é um Golpe já planejado no Foro de SP! Saim pras ruas o quanto antes e em todas as Capitais do país,e peçam uma Intervenção Constitucional,essa é a única saída para o Brasil,levantem-se e lutem brava gente brasileira,antes que haja uma guerra civil e muitas lágrimas e sangue,mancharão o solo de nossa Nação,o alerta foi dado!!!



domingo, 21 de setembro de 2014

Para que o mal triunfe,basta que os bons não façam nada.

Menos de um mês para as eleições,para ser exato 14 dias para o Brasil entrar de vez para o Regime Castro Comunista já planejado há anos no Foro de SP!!!

Alguém de vocês ouviram algum meio de comunicação falar algo sobre o Projeto que foi aprovado na Argentina há 2 dias atrás pelo Congresso naquele país,e foi aprovado de madrugada?



Foi decretado o fim da propriedade Privada na Argentina assim como na Venezuela!

Há muitos anos venho alertando que esses países são um espelho,e o que acontece lá,será refletido aqui,mas infelizmente tudo isso acontecendo,os pseudos intelectuais no Brasil não acreditam,mas acreditam que o que está ruim possa ser mudado pelo voto!!! Votar em quem? Em qual eleição vocês votarão? 




Assim como será também no Brasil e em toda América Latina?


Levantem-se brava gente brasileira,não esperem essas eleições,essas eleições já tem uma vencedora,e se chama Dilma Rousseff !!!

Assim como foi em 2013 na Venezuela,onde eu alertei dos fatos ocorridos,e vou postar de novo para que leiam e vejam o que vai acontecer também aqui no Brasil:

Mas antes,vejam esse post:


Correios abrem "exceção" para distribuir panfleto de Dilma Rousseff!!! Por ai vocês já tem uma noção do aparelhamento do Sistema,e uma pergunta,não é os correios que entregam as urnas eletrônicas aos municípios brasileiros?

Vamos para matéria sobre nosso país vizinho,a Venezuela:

REPOSTAGEM:


Em 2013 o Povo venezuelano achou que mudaria o destino da Venezuela pelo voto,onde Nicolás Maduro saiu candidato para Presidente,ele foi o candidato indicado pelo Hugo Chávez para ser seu sucessor,e indicado também por Fidel Castro e pelo seu irmão Raúl Castro de Cuba,e o outro candidato Henrique Capriles Radonski,candidato da oposição,e as pesquisas no final da campanha já apontavam empate técnico entre Maduro e Capriles e outras pesquisas apontavam que Maduro venceria! E o povo consciente e os pseudos intelectuais da Venezuela acreditavam que Henrique Capriles venceria Maduro naquelas eleições,e maciçamente acreditavam que as eleições e com seus votos,mudaria o destino de seu país!
Maduro vence as eleições,com o povo do proletário e com ajuda das urnas eletrônicas,pois quem vence um eleição não são as pessoas que votam,mas sim os que contam os votos!

Assistam esse vídeo:




Eu digo a vocês,vocês acreditam que teremos eleições limpas esse ano?

Vocês acreditam que poderão mudar também o rumo e o destino do Brasil pelo voto consciente?

Vocês acreditam que o desgoverno sairá e desistirá fácil do poder,depois de tantas atos de corrupção?

Vocês acreditam que com a aliança em que foi fechada nesses dias com os Ditadores da China,Rússia,África do Sul,Índia,Uruguay,Venezuela,Argentina,Bolívia,Colômbia,e outros países,que os apoiam,o desgoverno do Brasil desistirá tão fácil do poder,vocês acreditam?


Eu digo Senhores e Senhoras do Brasil,não se derruba um desgoverno que a anos vem dilacerando o país,pelo voto,não se derruba um desgoverno assassino e comunista em um dia de protesto,não se derruba um desgoverno que aparelhou todo o Sistema,a Mídia,o Supremo,o Estado,e tem encabrestado o povo do proletário com o bolsa esmola!!!

Para que entendam de uma vez por todas,vou postar novamente uma matéria que lhes mostrará onde o país entrará de vez no Regime Comunista:

                _____________________



Mais uma vez eu alerto,o texto é curto,pois a maioria do povo brasileiro não gosta de ler,mas as imagens abaixo mostram mais do que palavras!

Essas imagens são de 2013,final das eleições venezuelanas,onde a mando dos Irmãos Castro de Cuba,que hoje comandam a Venezuela,mandou os soldados da GNB Guarda Nacional Bolivariana queimassem as urnas para não descobrirem as fraudes e que não tivesse recontagem e nem anulação das eleições,onde o povo acreditavam que poderia mudar o destino de seu país pelo voto,onde o candidato de Lula,Dilma,Fidel e Raúl Castro vencesse as mesmas.





E então povo brasileiro,vocês vão esperar as eleições esse ano?




O tempo de Deus é perfeito,mas se o povo não saírem pras ruas e pedirem uma Intervenção,o tempo de Lula,Presidente Dilma Rousseff e de todos seus aliados,será eterno.

Muitas lágrimas,dor e sangue,manchando o solo e a Bandeira de nossa Nação!

Será decretado um regime ditatorial de cunho comunista. Se dirão palavras do tipo: “Uma nova era se inicia, uma era de igualdade e justiça”... Serão prometidos milagres econômicos, justiça social, o fim da fome e da pobreza, e outras coisas materiais que encantarão a muitos.




No Brasil, onde a ingenuidade chega às raias da ignorância, o povo não percebe a que ponto está sendo conduzida a lenta revolução comunista do desgoverno. É incompreensível que o povo brasileiro se deixe seduzir por promessas de milagres econômicos e feche os olhos à realidade: em breve, neste caminho, o Brasil se tornará uma república socialista, de regime ditatorial!




Compartilhem essa matéria,para que todos saibam!                          O alerta foi dado . . . 



                             Reage Brasil . . .