segunda-feira, 3 de março de 2014

O Mundo a beira de uma terceira Guerra Mundial.

Russia dá ultimato para tropas ucranianas se renderem.

As forças ucranianas na Crimeia teriam até a meia noite de hoje para se renderem,ou enfrentariam um ataque militar,segundo informações do Ministério da Defesa da Ucrânia.

Frotas russas estão de prontidão no Mar Negro,e deram até as 3 horas (horário de Brasilia meia noite)desta terça feira para as forças ucranianas se renderem ou sofreria, as consequências.



Helicóptero Militar Russo sobrevoa Crimeia.

Possível soldado russo no porto da cidade de Kerch - Crimeia.


Soldado da Ucrânia de prontidão,apontando sua arma para o porto,pois soldados russos estão controlando uma area estratégica da Crimeia.



Mesmo depois do ultimato russo para suas retiradas os soldados ucranianos continuam de prontidão.


Tropas ucranianas estão apostos perto da base naval em Sevastopol.


Tropas exibem sua bandeira russa próximo a base naval da Ucrânia,cerca de mil homens armados.


Religioso ortodoxo faz orações próximo aos soldados russos e sem identificação na cidade da Crimeia.



Tanto os soldados russos como os soldados ucranianos ficam em alerta,a espera de ordens.



Um ucraniano sem camisa para a frente das tropas russas em forma de protesto contra a invasão da Crimeia.



Isso tudo o que esta acontecendo na Ucrânia,pode piorar,e temos até meia noite para novas notícias,se houver o confronto,isso poderá ocasionar uma gerra não só com a Ucrânia,mas sim com os Estados Unidos,disse o Presidente Barack Obama.



Diante da efetiva invasão da Ucrânia pela península no sul do país, os Estados Unidos já discutem que medidas podem tomar para responder o que ressaltam ser uma violação do direito internacional por parte do governo russo. De acordo com o jornal The New York Times, a administração Obama estuda quatro alternativas a curto prazo: cancelar uma viagem do presidente americano a Moscou prevista para junho, suspender as negociações de um tratado comercial, expulsar a Rússia do G-8 e mover navios de guerra dos EUA para a região. Nenhuma dessas opções, contudo, é considerada o bastante para dissuadir Putin de prosseguir com sua estratégia na Crimeia, afirmam analistas internacionais.   



O Mundo a beira de uma terceira Guerra Mundial.