segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Por negarem a gravar vídeo dizendo que foram pagos: O governo torturou os estudantes detidos.Venezuela.

POR NEGARSE A GRABAR VIDEO DICIENDO QUE FUERON PAGADOS: El gobierno TORTURÓ a estudiantes detenidos


Por negarem a gravar vídeo dizendo que foram pagos: O governo torturou os estudantes detidos.


De acuerdo al testimonio de la dirigente estudiantil de la Universidad de Los Ándes Gabriela Arellano son múltiples las penurias que han tenido que atravesar Leonardo y Reinaldo Manrique y el joven Jesús Gómez luego de que fueran detenidos por, presuntamente, participar de hechos violentos en el estado Táchira.
De acordo com o testemunho da líder estudantil da Universidade de Los Ándes Gabriela Arellano são muitas as torturas que tiveram que passar Leoardo e Reynaldo Manrique e o jovem Jesús Gómes assim que foram detidos por supostamente de participarem de atos violentos no estado de Táchira.
Según Arellano la práctica que estaría implementando el  Bolivariano de Inteligencia (Sebin) en las manifiestaciones estudiantiles y civiles suscitadas en los estados Táchira y Mérida sería retener jóvenes y forzarlos a filmar un  en el cual declaran que sus acciones son motivadas por el pago de los dirigentes políticos María Corina Machado y Leopoldo López.
Segundo Arellano a prática que estariam implementando o Serviço Bolivariano de Inteligência(SEBIN) nas manifestações estudantis e civil levantou os estados de Tachira e Merida seria manter os jovens e força-los a filmar um vídeo em que declarassem  que suas ações foram motivadas pelo pagamento pelos dirigentes políticos Deputada Maria Corina Machado e Leopoldo López.
Al negarse -relató Arellano- son golpeados y liberados. “El Sebin se lleva por grupos los obligan a montar un video diciendo que son pagados por algún dirigente, les dan una golpiza y los sueltan”, explicó en conversación con César Miguel Rondón.
Ao negarem,relatou Arellano,são espancados e liberados."O Sebin os levam em grupos e os obrigam a gravar um vídeo dizendo que são pagos lhes espancam e os soltam",explicou em uma conversa com César Miguel Rondón.
Señaló que el sábado y domingo fueron allanadas viviendas de estudiantes en ambas entidades, como modo de intimidación para sus padres y . “Buscaban grabar a los padres diciendo que sus hijos eran pagados”.
Apontou que no sábado e domingo foram invadidas as casas dos estudantes em ambas entidades,como meio de intimidação para seus pais e familiares. Buscando gravar os pais dizendo que seus filhos eram pagos.
La dirigente puntualizó que la represión oficial y no oficial, a través de los “colectivos”, ha intentado doblegar las protestas civiles en la entidad. “Lo que se vivió en Mérida y Táchira fue parte de la represión de colectivos ante una multitudinaria manifestación”, dijo.
A líder apontou que a repressão oficial e não oficial,através dos coletivos,há tentado esmagar os protestos civil na entidade.O se viveu em Mérida e Tachira foi parte da repressão coletiva ante a manifestação em massa,disse ela.

Os protestos já tomaram um rumo na Venezuela em que dizem seu povo: Não há mais volta,a saída é as ruas,e o líder da oposição faz um novo chamado ao povo venezuelano,que dia 12 toda nação vai parar o país.

Viva el pueblo venezuelano!

__________________________________

Em várias matérias sobre a Venezuela eu disse: A Venezuela é um espelho,e o que esta acontecendo lá,se refletirá aqui no Brasil.

Dizia assim nos atos do desgoverno em criarem um caos econômico na Venezuela.

Mas agora eu digo,que o Brasil se inspire no que está acontecendo na Venezuela nesses dias,inspire no povo venezuelano,que se unam também em uma luta contra o comunismo,que também saiamos as ruas como estão fazendo hoje os venezuelanos.

Não nos resta muito tempo,acorda Brasil,não teremos copa e nem eleições,já está tudo planejado por Lula,Dilma Rousseff e aliados,teremos sim um Golpe de Estado,meu recado está dado,depois não digam que não foram avisados.