quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

No Congresso Nacional da Venezuela,o desgoverno de Nicolás Maduro deu um passo a mais para o Comunismo o regime da morte ao nosso país vizinho a Venezuela,aprovou ontem o chamado Plano pela Pátria,um sonho do falecido Hugo Chávez.

PLAN DE LA PATRIA: Mayoría oficialista en la AN impone el SOCIALISMO obligado.

PLANO DO PAÍS: uma decisão da maioria impõe SOCIALISMO forçado.


No Congresso Nacional da Venezuela,o desgoverno de Nicolás Maduro deu um passo a mais para o Comunismo o regime da morte ao nosso país vizinho a Venezuela,aprovou ontem o chamado Plano pela Pátria,um sonho do falecido Hugo Chávez.



La aprobación del Plan de la Patria era una tarea pendiente del chavismo. Una deuda, pues, que tenían con el difunto presidente Hugo Chávez. Así lo planteó ayer el diputado del PSUV, Jesús Farías, cuando le tocó argumentar la necesidad de sancionar el proyecto ideológico que regirá al Estado hasta 2019. “Hoy vamos a sellar un compromiso con la historia y con el Comandante”.

Aprovação do Plano da Pátria foi uma tarefa pendente de Chávez. A dívida, portanto, que eles tinham com o falecido presidente Hugo Chávez. Esta questão foi levantada ontem pelo vice PSUV, Jesus Farias, quando ele tinha discutido a necessidade de aprovar o projeto ideológico que vai governar o estado até 2019 o Socialismo. "Hoje nós estamos indo para selar um compromisso com a história e o Comandante."

El Plan de la Patria que se aprobó ayer en la AN fue el mismo que utilizó el fallecido Hugo Chávez como propuesta de campaña a finales de 2012. El presidente Nicolás Maduro lo retomó y lo utilizó como su iniciativa electoral de este año. El texto contiene cinco objetivos históricos que dicen son necesarios para el desarrollo económico y social del país, que pasan además por continuar la “construcción del socialismo bolivariano del siglo XXI”.


O Plano do País, que foi aprovada na Assembleia Nacional, ontem foi o mesmo utilizado pelo falecido proposta de campanha, Hugo Chávez, no final de 2012. Presidente Nicolás Maduro retomou-a e usou-a como sua iniciativa eleitoral deste ano. O texto contém cinco objetivos históricos que eles dizem que são necessários para o desenvolvimento econômico e social, o que também acontecerá a continuar a "construção do socialismo bolivariano do século XXI".

Entre las promesas que hace el Ejecutivo para los próximos seis años está fortalecer la soberanía energética y de alimentación, cambiar la economía rentista petrolera y ampliar el “poderío militar”. También tiene aspectos vinculados a la construcción de viviendas y la eliminación de la pobreza.


Entre as promessas feitas pelo Executivo para os próximos seis anos é fortalecer a soberania energética e de alimentação, mudar a economia rentista petroleira e expandir o "poder militar". Também ligada à construção de habitações e para a eliminação dos problemas de pobreza.Como foi feito em Cuba,tornando todos pobres na Venezuela.

________________________________________________________________________


E assim caminha a Venezuela até as eleições municipais do dia 8 de dezembro.

Fatos esses que não são noticiados pela nossa mídia Nacional sobre a situação em que se encontra nosso país vizinho. 

Mas a quem interessa não é mesmo,aqui está uma maravilha,nossos governantes são do mais alto grau de honestidades. Nossa presidente Dilma Rousseff nem tem ligações com esses comunistas ditadores da América Latina,o nosso país caminha sempre fortalecendo a nossa Democracia. É deixa pra lá não é mesmo meu povo brasileiro,o que está acontecendo com a Venezuela,com Cuba não nos atingirá,pois temos governantes de grandes capacidades,e que não se envolvem com esses Terroristas,Ditadores e comunistas.










    E o Brasil como é que esta em meu povo???





Acorda Brasil,antes que seja tarde demais.