quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Brasil,acordaaaaaaaaa. . .

ACORDAAAAA BRASIL,VAMOS DAR UM BASTA,UM POVO UNIDO,JAMAIS SERÁ VENCIDO.
TODOS UNIDOS POR UMA CAUSA,O BRASIL PEDE SOCORRO,SE MOBILIZEM,TODAS AS CATEGORIAS DESSE PAÍS,NÃO PODEMOS SAIR EM CAUSA ISOLADAS,COMO OS MÉDICOS,PROFESSORES,LUTANDO POR SUAS CAUSAS,E SIM TODOS UNIDOS EM UMA SÓ,SALVAR NOSSA NAÇÃO DE SE TORNAR EM 2014 UMA NAÇÃO DERROTADA E A CAMINHO DO COMUNISMO SOCIALISTA.

QUEM SABE FAZ A HORA,NÃO ESPERA ACONTECER.


Levantamento da rádio CBN divulgado neste fim de semana mostra que 37% dos parlamentares têm algum tipo de processo no Supremo Tribunal Federal. Dos 594 deputados e senadores, 222 respondem a algum procedimento na corte. Destes, cerca de 30% tornaram-se réus em ações criminais.

De acordo com a CBN, o número de processos pode ser maior porque o Supremo ainda não aplicou a decisão que determina o fim do sigilo nos nomes dos acusados em processos que não correm sob segredo de Justiça. O deputado com mais processos é Paulo César Quartieiro (DEM-RR), ex-prefeito de Pacaraima que liderou os arrozeiros na disputa por terras na reserva indígena Raposa Serra do Sol. Ele é acusado de cárcere privado.

Este ano chegou a ser absolvido da acusação de formação de quadrilha. Além de crimes eleitorais e contra administração pública – os mais comuns – o levantamento da rádio mostrou que os políticos respondem também por homicídio, tráfico de drogas e sequestro. O senador com mais processos é Lindberg Farias (PT-RJ). No ano passado, o Judiciário condenou 205 por corrupção, lavagem e improbidade. Mas, segundo pesquisa do Conselho Nacional de Justiça, de janeiro de 2010 a dezembro de 2011, quase 3 mil processos por esses tipos de crime foram extintos por prescrição.